Especial volta às aulas – Dicas de compra de material escolar

Especial volta às aulas – Dicas de compra de material escolar

Todo início de ano ou semestre letivo as papelarias e livrarias ficam lotadas em busca de material escolar. Nesse período, os preços dos materiais escolares sobem consideravelmente se comparados a outras épocas do ano.

A volta às aulas acontece em fevereiro, mas janeiro é momento de começar a riscar os itens da lista de material escolar. O ideal é antecipar as compras para não pegar filas e fazer pesquisa de preços com mais calma, pois os preços entre papelarias, marcas e tipos de materiais podem variar bastante. Algumas papelarias queimam o estoque em janeiro para poder renová-lo em fevereiro que é o mês de maior movimento.

E que tal uma ajudinha para deixar essa lista de produtos mais organizada? Confira o que é essencial na compra do material escolar!

  • Deixe os pequenos em casa para comprar os materiais, provavelmente eles vão optar por produtos da “moda com personagens do momento”, o que sem dúvida renderá choro e gastos extras.
  • Pesquise e pesquise antes de comprar, os materiais escolares sofrem variação de preço de uma papelaria, ou livraria, para outra.
  • Opte por outras marcas, pois uma marca menos conhecida pode oferecer materiais tão bons quanto os de marca famosa.
  • Verifique os materiais do ano ou semestre anterior para saber o que você pode reaproveitar.
  • Compre primeiro apenas os materiais mais básicos, após o período pós-volta às aulas compre os demais materiais, pois os preços tendem a cair.

Exemplos práticos:

Nessa época do ano, já me preparo para acomodar o valor do material escolar na fatura do cartão de crédito, e para tentar economizar, o jeito é negociar com a minha filha, que já tinha em mente várias opções de cadernos, mochilas e lancheiras “da moda”.

Para economizar na lista orçada em cerca de R$ 300, negociei com a pequena e defini algumas coisas como, “nada de personagem”, produtos licenciados costumam ser mais caros! Como a marca precisa pagar direitos autorais, o produto acaba sofrendo uma variação de preços de mais de 300% em função da estampa.

Antes de sair de casa, risquei da lista os itens que ainda tinha em casa dos outros anos.

Outro detalhe importante, optamos por comprar parte dos livros usados e nos reunimos com outros pais para fazer compra conjunta dos livros novos, o que rendeu bons descontos.

Lembrando que, sobre o material escolar, os impostos incidem tanto na fabricação, quanto no momento da compra e da venda.

administrator

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *