Mesas digitalizadora Huion

Mesas digitalizadora Huion

O equipamento mais inovador do mercado e digamos que “amigo” dos designers é a mesa gráfica. Com ela a expressão da criação e da realidade se aproximam de forma harmoniosa, e não dispondo da ajuda da tecnologia que avança cada dia mais.

Nos tópicos abaixo vamos entender e conhecer um pouco deste equipamento inovador no mercado, que une a tecnologia com os traços de uma criação feita de próprio punho, e o benefício e vantagem que o produto nos traz evitando os problemas com LER (Lesão por Esforço Repetitivo) causados pelo uso excessivo do mouse. A mesa gráfica é um instrumento que tem o objetivo de melhorar ainda mais o fluxo e qualidade do trabalho.

O que é uma mesa gráfica? (Mesa digitalizadora)

Mesa gráfica, tablet gráfico ou mesa digitalizadora é um equipamento plano, em formato de uma prancheta, o que nos traz a realidade de um “papel tecnológico” e é usado com o auxílio de uma caneta touch, sendo assim a possibilidade de desenhar/criar, utilizando a tela do seu computador. A criação não é exibida na tela da mesa digitalizadora e sim na mesa no seu computador, em extensão para um software gráfico, como o Photoshop ou Illustrator, é possível trazer a realidade ao trabalho assim que desenhado sob a mesa é projetado a tela seu computador.

QUAIS OS TIPOS DE MESA DIGITALIZADORAS?

Existem alguns tipos de mesas digitalizadoras, não se limitando aos modelos que usam canetas, há também os que possuem suporte ao toque das mãos e dedos e os que funcionam com uma tela de pintura interativa, possuindo um monitor integrado sobre o qual você desenha.

Como funciona uma mesa gráfica?

Os modelos mais comuns no mercado são pequenos e leves, embora existam de muitos tamanhos e com uma variedade incrível de recursos. O seu funcionamento ocorre de um jeito muito simples e de fácil entendimento. Você aproxima a caneta da mesa gráfica, não sendo necessário tocar com a caneta sobre a superfície da tela, em gesto idêntico ao que você faz quando vai escrever em um caderno, o que voltamos a ideia de realidade no toque da criação. A caneta emite um sinal para mesa gráfica indicando a sua posição sobre a área útil de criação da mesa. Mover a caneta sobre a mesa sem tocá-la faz com que o seu mouse se movimente na tela. Você só toca a mesa com a ponta da caneta quando precisa executar algum comando, como por exemplo pintar com um pincel ou selecionar um objeto ou uma ferramenta.

A área de desenho da mesa é uma representação da sua tela do computador. Assim, basta posicionar a caneta sobre uma área na mesa e o mouse se deslocará imediatamente para a posição correspondente na sua tela. Você não precisa, por exemplo, fazer aquele movimento de levantar e arrastar o mouse para deslocar o cursor para áreas mais distantes da tela.

Os toques sobre a mesa funcionam como o clique do mouse, assim, na maioria dos casos, um toque representa um clique, dois toques dois cliques e assim por diante. Porém cada equipamento também pode apresentar opções diferentes para cada recurso. O mais comum é quando você toca com a ponta da caneta sobre a mesa e aguarda por alguns segundos sem mexê-la, isto seria o equivalente a clicar com o botão direito do mouse. É quase como o tocar e segurar para exibir opções nos smartphones. Você pode fazer tudo o que faz com um mouse utilizando uma mesa gráfica, a vantagem é que com um Stylus (caneta da mesa gráfica), você tem a precisão e a comodidade de desenhar como se estivesse com uma caneta em mãos.

Quem pode usar uma mesa gráfica?

Por causa da sua interface e dos recursos disponíveis com o uso do Stylus, como a sensibilidade à pressão, qualquer profissional criativo pode se beneficiar com o uso de uma mesa gráfica como fotógrafos, projetistas, ilustradores, designer, entre outros.

Quais os recursos disponíveis em uma mesa digitalizadora?

Sensibilidade à pressão

Permitindo a utilização da caneta de um jeito muito próximo do real. Os níveis de pressão permitem que, ao pressionar a caneta com mais força sobre a mesa, o traço do pincel fique mais grosso e mais forte. O mesmo ocorre ao dar pinceladas leves, o traço fica mais fraco e fino.

Botões personalizáveis

Boa parte das mesas atuais possuem botões que podem ser configuráveis, facilitando a abertura do programa, ativação de uma ferramenta ou desfazer ações no seu aplicativo gráfico. As canetas também possuem botões que auxiliam no seu uso, geralmente são dois botões que funcionam como o clique direito e esquerdo do mouse.

Inclinação da caneta

Nas mesas gráficas mais modernas é possível encontrar o recurso de sensibilidade à inclinação da caneta. Assim você pode simular desenhar com um lápis ou giz deitado simplesmente inclinando a caneta sobre a mesa gráfica.

Sensibilidade ao toque

Este recurso é muito útil se você pretende abandonar o uso do mouse. Com os dedos você pode usar o computador como um tablet, deslizando os dedos para movimentar o mouse, usar comandos de gestos com dois ou mais dedos para navegar na internet ou alternar entre os programas abertos no computador.

Borracha

É possível usar a parte de traz da caneta para apagar traços em um aplicativo de desenho, como no Illustrator ou no Photoshop.

Quais as principais diferenças entre as mesas digitalizadoras?

Existem muitos modelos, com diversos tamanhos, variedade de recursos e preços. Tudo dependerá do tipo de serviço e recursos necessários para a execução do trabalho.

Fonte: Club Design

                                                                                    

administrator

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *