O que é Outsourcing? Entenda o conceito e seus benefícios

O que é Outsourcing? Entenda o conceito e seus benefícios

Outsourcing é uma forma de terceirização de serviços que são inerentes a operação de uma empresa, mas que são executados por completo por uma pessoa ou equipe externa.

De certa forma, podemos estabelecer o Outsourcing como uma forma mais barata para empresas atenderem uma necessidade, sem precisar comprometer-se à contratar funcionários com determinado talento ou mesmo alocar essa equipe no seu espaço.

Utilizado por empresas de todos os tamanhos, a ideia é separar uma tarefa repetitiva ou muito específica do restante das demandas, delegando essa tarefa a uma equipe externa que pode executar e entregar o produto por um custo mais atrativo.

Veremos nesse artigo o que é o Outsourcing, seus benefícios e principais aplicações para empresas que buscam reduzir custos e aumentar o faturamento. Boa leitura!

O que é outsourcing?

O outsourcing consiste em levar para uma outra empresa ou profissional uma demanda interna, normalmente que não é diretamente afetada pelas políticas da contratante. Nesse processo, ela irá identificar atividades que geram mais custo do que trazem retorno, por exemplo, e as entregam a terceiros.

As tarefas que podem utilizar o método de outsourcing variam. No geral, elas dizem respeito a atividades que não têm conexão com o produto final, mas são importantes para o funcionamento.

Podemos usar de exemplo as empresas de contabilidade, caça-talentos, agências de marketing, casting e até mesmo centrais de atendimento e cobrança ao consumidor.

Manter esses profissionais contratados é caro, mas no outsourcing o custo é mais acessível e eles não consomem recursos extras, que podem envolver a estrutura física da empresa, ferramentas de trabalho, cursos de capacitação, entre outros.

Além de grandes empresas, as startups também usam muito esse conceito para terceirizar demandas que distraem a operação, permitindo assim que se concentre nas inovações relevantes para o propósito da empresa.

Pontos positivos e negativos do Outsourcing

Pontos positivos

Ao utilizar o Outsourcing, uma empresa tem um grande número de benefícios para aproveitar, entre os quais podemos citar:

1. Enxuga a operação

Entre as vantagens do outsourcing temos o fato dele proporcionar uma operação mais enxuta e concentrada, ou seja, que evita tarefas secundárias e foca os seus esforços primários apenas para encontrar a solução da sua proposta central.

Como mencionado anteriormente, é comum para empresas que buscam inovar o mercado de alguma forma ou enfrentam dificuldades em incorporar uma determinada tarefa no seu ambiente e obter um resultado satisfatório.

2. Integração à novas tecnologias

Um fator que permite o outsourcing é o avanço tecnológico e a integração que ele provocou no decorrer dos anos. Hoje é possível acompanhar uma operação de qualquer lugar e contratar ferramentas para executar tarefas específicas, que fornecem informações e insumos para a empresa, sem consumir tempo de planejamento, espaço e execução.

3. Melhora padrão de qualidade nas entregas

Terceirizar uma demanda para outra empresa utilizando o outsourcing auxilia a manter um padrão específico de qualidade. Caso contrário, a unidade terceirizada pode perder o cliente. Isso também influencia positivamente os prazos de entrega, que ficam protegidos especificamente por contratos.

4. Foco em decisões estratégicas

A possibilidade de concentrar seus esforços em decisões estratégicas de alta importância e impacto na rotina da empresa é um ponto positivo conquistado pelo outsourcing, que acaba por evitar distrações e consumir menos recursos com tarefas de baixa importância.

5. Ganho organizacional

Quando todas as suas demandas são produzidas internamente, é preciso mapear cada uma delas e encaixar a sua execução em um plano de ação. No outsourcing, você diminui as tarefas do seu plano, pois sabe que não precisa fazer nada além de monitorar a sua entrega.

Pontos negativos

Nem tudo é benefício, ao adotar o outsourcing na sua empresa, prepare-se para a possibilidade de algum revés, como:

Dependência de terceiros

De certo modo, você acabará dependendo de outras empresas para continuar em funcionamento. Isso não é um grande problema se a gestão de fornecedores é executada com eficiência e o monitoramento faz a sua parte, mas ainda assim imprevistos acontecem e se trata de uma etapa adicional.

Outro ponto de dependência está relacionado a busca por inovações tecnológicas e possibilidades de melhorias, uma decisão que, em relação à tarefa terceirizada, você deixa de ter responsabilidade sobre ela.

Riscos de Compliance

Compliance é um termo utilizado para se referir a conformidade, seja com demandas externas, imagem pública ou legislações do segmento de atuação. O risco aqui é similar ao que se tem em uma cadeia de suprimentos, onde a empresa que presta serviços pode não atuar corretamente e trazer consequências para a contratante.

Perda de identidade e controle

A tarefa executada por terceiros sai do seu controle e pode perder a relação com sua identidade. Por exemplo, terceirizando setores de cobrança na sua empresa você perde a forma como normalmente se relaciona com o cliente.

Onde o outsourcing é aplicado?

De modo geral, o outsourcing é aplicado em 6 modos diferentes, que são:

  1. Tático: subcontratação simples, focada em reduzir custos, normalmente ligada à tarefas de prazo pré-determinado;
  2. Estratégico: outsourcing estratégico tem uma ligação mais forte entre a demanda terceirizada e a operação central da empresa, utilizado para obter melhor qualidade e aumentar a capacidade de executar determinado serviço;
  3. Co-sourcing: diz respeito a parcerias de dependência equivalente entre empresas, dividindo riscos e responsabilidades;
  4. Offshoring: termo que vem de offshore, diz respeito a terceirização de tarefas que são enviadas para empresas estrangeiras. Um exemplo recorrente é a utilização de plantas de montagem na China por empresas de tecnologia, em busca de custo bem reduzido;
  5. In house: a demanda terceirizada é atendida dentro da empresa contratante, podendo se tratar de serviços de limpeza, vigilância, entre outros.
  6. Off site: modelo de outsourcing que executa uma demanda e já distribui o produto ao consumidor, muito utilizado por empresas de bebidas nas centrais de envasamento.

Para que serve o outsourcing?

O outsourcing, na prática, permite empreendimentos a cortarem custos e adotarem uma execução cada vez mais especializada em um tipo de solução. Como vimos no tópico anterior, suas formas de aplicação variam e isso abre um leque de possibilidades único para empresários de diferentes setores.

Varejistas no e-commerce, empresas de logística, comércio de alimentos ou inovações tecnológicas, todas podem aplicar esse modelo para atender necessidades que destoam do seu core e assim obter uma importante vantagem estratégica.

Gostou da ideia? Continue acompanhando os conteúdos do blog Unimporte e fique por dentro do que acontece no mundo todo.

administrator

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *